top of page
  • Foto do escritorFabiana Lima

Cinemafilia em Cannes: saiba mais sobre a 76ª edição do Festival

O pôster dessa edição homenageia a atriz Catherine Deneuve com uma foto que foitirada durante o filme “La Chamade” (Heartbeat), protagonizado por Deneuve e dirigido por Alain Cavalier. A foto é de 1968 e foi tirada em Pampelonne, perto de Saint-Tropez.



Além de Deneuve, o ator Michael Douglas também será homenageado pelo Festival e terá um filme sobre sua carreira exibido de forma inédita durante o evento, com transmissão simultânea no site do Festival de Cannes. Liv Ullmann também receberá uma homenagem e um documentário inédito sobre a sua carreira, intitulado Liv Ullmann - A Road Less Travelled. Ambas exibições terão a presença dos atores na sessão.


Cannes também irá homenagear o cineasta Jean-Luc Godard, exibindo um dos seus mais importantes filmes: O Desprezo, com Catherine Deneuve, em uma cópia remasterizada em 4K que será, sem dúvidas, uma das sessões mais concorridas do Festival e teremos também um documentário sobre sua vida nunca visto antes.


Além de Godard, outra representante da Nouvelle Vague, Agnès Varda também será homenageada durante o Festival. O filme Viva Varda! será exibido com a presença ilustre de seus dois filhos na sessão, junto ao diretor.


É importante pontuar que, pela primeira vez na história do Festival, Cannes terá seis filmes dirigidos por mulheres concorrendo à Palma de Ouro. Dentre os nomes que fazem parte dessa competição estão Alice Rohrwacher (Lazzaro Felice) e Catherine Breillat (Fat Girl). Lembrando que ao todo são 20 filmes na Mostra Competitiva.


Teremos ainda uma presença massiva de brasileiros esse ano. Além da exibição do novo documentário de Kleber Mendonça Filho, Retratos Fantasmas, teremos a presença do diretor Karim Ainouz com Firebrand, um filme não-brasileiro com Alicia Vikander como protagonista. Além destes, o filme A flor do Buriti, dirigido por João Salaviza e Renée Nader Messora estará na Mostra Um Certo Olhar enquanto o filme Levante, de Lilah Halla, estará na Semana da Crítica.


No Cannes Classics, mais Brasil. O diretor brasileiro Nelson Pereira dos Santos (Vidas Secas, Rio 40 graus), nome percussor do Cinema Novo brasileiro será homenageado e terá um documentário sobre sua obra exibido pela primeira vez em Cannes.


Cannes Classics também irá exibir cópia remasterizada em 4K de uma das mais importantes obras da filmografia de Hitchcock, Spellbound, uma obra surrealista que tem influência direta de Salvador Dalí, L'Amour Fou de Jacques Rivette e uma homenagem a Yasujiro Ozu.


Jim Jarmusch, Wim Wenders, Wes Anderson, Martin Scorsese, Todd Haynes, Ken Loach, Takeshi Kitano, Wang Bing, Jonathan Glazer, Pedro Almodovar, Hirokazu Kore-eda... São tontos nomes esse ano que fica fácil se perder. Pela quantidade de diretores importantes na atualidade que estarão presentes, além dos nomes homenageados, talvez esse seja o maior Festival de Cannes em anos. Ao menos, o maior desde a retomada das atividades pós-pandemia.


Ansiosos?


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page